O JUIZ FEDERAL SÉRGIO MORO FALA SOBRE O QUE ESPERA DO SENADO FEDERAL

Blog: Como você viu aqui hoje o debate, que acabou sendo presidido pelo Renan, que daqui a pouco vai ser julgado pelo STF. Isso cria um constrangimento?

Sérgio Moro: Olha, eu não trato esse tema em questões, em termos pessoais. Eu acho que minha presença aqui, embora eu tenha sido convidado pelo fato de ser um dos juízes responsáveis pela operação Lava Jato, eu vim aqui representando de certa maneira as aspirações de vários colegas magistrados. E, da mesma forma, eu vim falar aos senadores e senadores do senado sem a intenção de personalizar qualquer questão do debate

Blog: Tem um sentimento aqui na Casa de muita apreensão em relação a Lava Jato, a gente está vendo medidas sendo aprovadas em muita velocidade. Como o senhor avalia isso?

Sérgio Moro: Olha, eu tenho esperança que o Senado Federal e também no futuro a Câmara tenham a sensibilidade de ouvir o que a sociedade está ansiando no momento, eu tenho expectativa de que essa introdução de crime de responsabilidade, ou crime de abuso de autoridade feito pela Câmara num certo açodamento não seja aprovado no Congresso, no Senado, e ao contrário, o Senado resgate boa parte daquelas 10 medidas que acabaram sendo rejeitadas. Existem muitos institutos importantes consagrados ali, como confisco alargado, enriquecimento ilícito, então as pessoas têm que ter fé no Congresso e espero que o Congresso tenha a sensibilidade de atender essa ansiedade das pessoas. No que se refere ao abuso de autoridade, essencial ter a salva guarda de que a divergência na interpretação da lei ou a divergência na avaliação dos fatos e provas não seja criminalizado.

Blog: O senhor se sentiu muito pressionado hoje aqui com as colocações de alguns senadores?
Sérgio Moro: Não. mas é só isso.