TRÊS MORTOS FORAM ENCONTRADOS APÓS CRATERA ENGOLIR CAMINHÃO EM RIBEIRÃO DAS NEVES

Na rodovia, LMG-806, que liga o Centro de Ribeirão das Neves ao distrito de Justinópolis, na Grande BH, três pessoas morreram e uma criança desapareceu nas águas de um córrego que corta a rodovia, após a queda de um caminhão em um buraco com cerca de 10 metros de altura aberto pela enxurrada.

O trânsito fluía normalmente pela LMG-806 quando o volume de água do córrego que passa sob o km 6, na altura do Bairro Monte Verde, em Neves, subiu com a chuva forte e arrebentou as manilhas posicionadas embaixo da rodovia, entre 3h30 e 4h da madrugada de ontem. A água arrastou um pedaço da estrada, que desmoronou criando um vão livre e interditando completamente o tráfego. 

Testemunhas contaram que um motoqueiro que passava pelo local não conseguiu evitar a queda. “Ele caiu, mas conseguiu sair quase por conta própria, com a ajuda de algumas pessoas”, disse um homem que não quis se identificar. Ele trabalha em uma empresa de transporte de passageiros e monitorava o local para saber se os ônibus teriam condição de passar pelo trecho.

Outro motociclista teria sinalizado para o motorista Bruno Diniz, de 29 anos, que dirigia um caminhão basculante que vinha em seguida, tentando alertar sobre o buraco. Mas o aviso não foi suficiente e o veículo, usado no transporte de materiais de construção, caiu na cratera, de cerca de 10 metros de altura.

“Quando chegamos, o motorista estava do lado de fora do caminhão, amarrado por uma corda, possivelmente jogada por pessoas que estavam no local. Ele avisou que mais quatro pessoas eram transportadas na cabine, sendo duas mulheres, uma criança e outro homem”, explicou o sargento Marcílio José de Oliveira Cândido, do pelotão dos bombeiros de Ribeirão das Neves. “No local onde ficou o caminhão, encontramos apenas um corpo”, contou o militar.

Bruno foi atendido na UPA Justinópolis e transferido para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, onde foi constatada uma luxação no fêmur, além de cortes pelo corpo. Seu quadro era estável até o fechamento desta edição.

Equipes dos bombeiros reforçaram o atendimento e começaram a fazer buscas pelas demais vítimas no córrego. Por volta das 10h, eles resgataram o corpo de uma mulher, de aproximadamente 30 anos, entre árvores, a cerca de 200 metros do ponto do desmoronamento. Perto dela foi localizada uma bolsa de criança e uma motocicleta, possivelmente da primeira pessoa que caiu na cratera.

Logo depois, a equipe de busca localizou a segunda mulher, com cerca de 25 anos, em um ponto um pouco mais afastado, mas no mesmo córrego. Os trabalhos na área do caminhão não puderam ser feitos ao longo de toda a manhã, porque a região não oferecia segurança necessária. Partes do terreno continuaram desmoronando e causaram, inclusive, a queda de um poste, que assustou as equipes de resgate. Por volta das 13h, o corpo do homem que estava no caminhão foi removido. Até o fechamento desta edição, a criança não havia sido encontrada.