CASO ELIZA SAMUDIO, CASO ALVOROÇO NA INTERNET APÓS DECLARAÇÕES POLÊMICAS.

Após a Justiça Mineira conceder liberdade ao ex-goleiro, Bruno Fernandes, mandante do sequestro e assassinato da modelo Eliza Samudio em 2010, a mãe de Eliza, dona Sônia de Fátima, criticou duramente a justiça.

Dona Sônia afirmou em entrevista concedida ao Fantástico: "-Sou leiga, mas gostaria que a justiça fosse mais ampla. Que ele cumprisse os 22 anos, que foi dado a ele".
O ex-goleiro, foi solto por ordem judicial na última sexta-feira (24 de fevereiro), depois de haver cumprido seis anos e sete meses de prisão. Sendo acusado como mandante da trama de sequestro e morte de Eliza Samudio, que tentava fazer o goleiro reconhecer a paternidade de seu filho, Bruninho, que na época só tinha quatro meses de idade.



Em sua primeira entrevista após sair da prisão, Bruno acabou prestando uma declaração que causou certa indignação a internautas: "-Eu queria deixar bem claro, se eu ficasse lá, tivesse prisão perpétua, por exemplo, no Brasil... não ia trazer a vítima ( Eliza Samúdio) de volta". Em outro trecho, o ex-goleiro afirma que não mudaria nada em seu passado, pois tudo serviu de aprendizado; "-Eu não apagaria nada. Isso serve pra mim de experiência, serve como aprendizado e não como punição", disse. "Por mais que eu não tivesse passado por certas situações como eu passei, talvez eu não daria tanto valor à vida hoje", concluiu.