JAIR BOLSONARO É CONDENADO A INDENIZAR MARIA DO ROSARIO

A terceira turma do Superior Tribunal de Justiça do Distrito Federal, manteve por unanimidade a decisão de primeira instância que condenou o deputado federal Jair Bolsonaro a indenizar a deputada Maria do Rosário em R$ 10 mil reais.

Em 2014, o deputado Jair Bolsonaro disse que Maria do Rosário "não merecia ser estuprada por ser muito feia", não fazendo jus ao seu tipo. As declarações foram feitas na Câmera e em entrevistas a jornais.

Agora, o deputado vai ter que publicar uma retratação em algum jornal de grande circulação e em todas suas páginas de redes sociais, contudo, até o fechamento desta matéria nenhuma retratação foi vista. 

A defesa de Bolsonaro argumenta que o julgamento é ilegal, pois o parlamentar goza de imunidade, não podendo ser alvo de ações deste tipo, por ter proferido palavras enquanto na condição de deputado federal.

A justiça entendeu que as falas do deputado foram feitas fora do contexto da atividade parlamentar. Jair Bolsonaro ainda pode recorrer da sentença no Supremo Tribunal Federal.

PoliciaMG - Seguir este site

Comentários

  1. ESSA VAGABUNDA REALMENTE É MUITO FEIA, ALÉM DE TER UMA FILHA CRAKUDA, VERGONHA DO BRASIL.
    RIDICULO VER ESSA VAGABUNDA SENDO PROTEGIDA POR VAGABUNDOS DO STJ.
    ENQUANTO O BRASIL FOR DO PT E ALIADOS, CONTINUARÁ SENDO UM PAÍS COMANDADO POR MARGINAIS.
    BOLSONARO 2018!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela quer 10 mil ... kkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Agora o PT saiu , e agente estamos nas mãos dos piores marginais que agente poderia esperar, um governo aonde quem é pobre só toma no cú ...

      Excluir
  2. Eu apoio bolssonaro na politica,mais nao acho certo a fala dele,pois somos todos seres humanos e ninguem gostaria de ser julgado verbalmente!!essa minha opiniao pois sou um ser humano igual a qualquer um de voçes!apoio bolsonaro 2018,mais que ofenças verbais jamais aconteça,pois queremos livrar cada cidadao brasileiro desse tipo tambem,e nao afundar o desrrespeito entre todos nos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário