ROMEU ZEMA VENCE AS ELEIÇÕES EM MINAS GERAIS

Nascido na cidade de Araxá, em 28 de outubro de 1964, Romeu Zema Neto é filho do empresário Ricardo Zema e bisneto de Domingos Zema, criador do Grupo Zema

Foi filiado por mais 18 anos ao Partido da República - PR. Após 26 anos como presidente do Grupo Zema, pertencente à sua família, Romeu Zema, filiou-se e, 2018 ao Partido Novo e lançando sua candidatura ao governo de Minas Gerais, tendo como vice o também empresário Paulo Brant. 

Na primeira pesquisa IBOPE, Romeu Zema obteve apenas 3 por cento das intenções de votos, empatando com João Batista dos Mares Guia, da REDE, enquanto os principais adversários − Antonio Anastasia e Fernando Pimentel − tinham, respectivamente, 24 e 14 por cento dos votos válidos.

Governador eleito por Minas Gerais Romeu Zema
Cresceu para 18 por cento na última pesquisa antes do primeiro turno, ainda atrás de Anastasia e Pimentel, que tinham 32% e 20%, respectivamente, surpreendendo a todos, muito por conta de seu partido ser jovem, o desconhecimento de Zema no Estado e apenas 8 segundos de tempo de propaganda eleitoral.

No dia 7 de outubro de 2018, foi realizado o primeiro turno das eleições gerais no Brasil, e Romeu Zema alcançou a marca de 42,73% dos votos válidos contra 29,06% de Antonio Anastasia e 23,12% de Fernando Pimentel, sendo impulsionado pela busca da renovação na política e ao movimento nacionalista anti-petismo e anti-esquerda identificado nas eleições de 2018.

No segundo turno das eleições, foi vaiado e chamado de oportunista ao participar de ato de campanha em favor de Jair Bolsonaro, e recebeu o apoio de João Batista dos Mares Guia (REDE), partido ideologicamente afinado com a esquerda e que declarou apoio a outro candidato presidenciável Fernando Haddad, do PT. O PSL, partido do candidato presidenciável Jair Bolsonaro decidiu não apoiar a candidatura de Romeu Zema em Minas.

Zema venceu o segundo turno com mais de 70% dos votos válidos.

PoliciaMG - Seguir este site