BRIGA DE TRÂNSITO, ADVOGADA ACIONADA E É PRESA PELA POLICIA.

O que seria apenas mais uma ocorrência de acidente de trânsito, causou repercussão nas redes sociais na madrugada de domingo, 14 de Abril de 2019 em Montes Claros.

Tudo aconteceu, quando dois homens se envolveram em um acidente de trânsito, na Avenida Governador Magalhães Pinto, próximo ao Aeroporto.

Após a colisão, os motoristas entraram em acordo, onde um pagaria o prejuízo do outro, sendo acertado o pagamento de R$ 300,00 (trezentos reais).

Foi a partir deste momento em que as coisas começaram a desandar. Ao tentar sacar a quantia em um caixa eletrônico do Aeroporto, o motorista causador dos danos não obteve êxito e acabou entrando em vias de fato com o outro condutor.

A Policia chegou e constatou que ambos estavam alcoolizados e adotou as medidas de praxe, ou seja elaboração da ocorrência, apreensão de um dos veículos que estava com documentação atrasada e encaminhamento dos envolvidos até a delegacia, pois apresentavam sintomas de haverem realizado uso de bebida alcoólica.

Inconformado com o fato, um dos condutores acionou uma advogada, que se fez presente na delegacia de Policia Civil.

A advogada contratada teria chegado a delegacia de Policia Civil com sintomas de embriagues, vindo a se irritar com a demora do recebimento da ocorrência por parte Policia Civil, foi quando em um momento de irritação falou que um dos policiais seria um bosta, por haver realizado as conduções dos motoristas, gerando perda de tempo para todos, momento em que acabou sendo presa por desacato.

O Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Montes Claros, declarou que o episódio é lamentável, que acredita que a policia agiu de má fé com a profissional, por este motivo questionou o Boletim de ocorrência e pretende denunciar os militares por crime de tortura, alegando que a advogada foi constrangida durante seu trabalho, com emprego de força, no ato da prisão.

Comentários

  1. Uma vergonha!, a advogada chega embreagada, desacata os policiais e ainda aparece a OAB achando que tem direito de questionar algo.

    ResponderExcluir
  2. VERGONHA da OAB passa a mão na cabeça de advogado incompetente pessoas desqualificada triste este é nosso BRASIL em vez de apurar as atitudes da advoga é mais fácil acusar né

    ResponderExcluir
  3. Eu estou cursando direito, mas vou te falar a verdade o lugarzinho onde um bando de merda se julga autoridade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Absurdo, que exemplo ela está dando? Deveria ser espelho , foi pouco , a policia agiu certo.

      Excluir
  4. Essa OAB nao serve pra nada ,além de ficar cobrando mensalidade.

    ResponderExcluir
  5. A polícia militar estar de parabéns, ágil corretamente, advogado qualquer um pode ser quero ver ser polícia e ao mesmo tempo baixareu em direito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo "BAXAREU", deu para perceber qual é sua profissão.

      Excluir
  6. No mínimo esses comentários anteriores ou é de polícia ou pertence a algum subordinado de polícia que só conhece da truculência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo não sou policial, mas é uma vergonha a OAB acobertar uma conduta dessas, onde houve crime de tortura ? É notório o corporativismo e a parcialidade da OAB.

      Excluir
  7. Vai ver que presidente esta embriagado tambem kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. OAB só serve para passar a mao na cabeça de péssimos advogados, e cobrar

    ResponderExcluir
  9. Doído é ver um monte de idiotas falando de algo que não sabem, não dominam. Sejam advogados ou policiais, todos que descumprem a lei devem ser punidos.

    ResponderExcluir
  10. Está na hora do Bolsonaro cumprir aquela promessa de tirar a exigência de se fazer OAB para quem for bacharel em direito. Essa OAB mostra cada dia mais que não serve pra nada. Fora OAB.

    ResponderExcluir
  11. Já pararam para pensar que a advogada pode nem ter xingado o agente?
    Aqui e comum a polícia fazer essas alegações. Vc olha e ele já quer te conduzir por desacato. Claro q se a versão for verídica não ha que contestar, mas devemos sempre defender a ampla defesa e o contraditório.

    ResponderExcluir

Postar um comentário